Meu Negócio

Comércio ambulante: regularização e outras informações importantes

Comércio ambulante

O comércio ambulante carrega ainda um estigma de clandestinidade e pirataria, quando, na verdade, a maioria dos vendedores ambulantes atualmente trabalha de forma devidamente regulamentada, de acordo com as normas de cada município.

Neste artigo apontaremos as melhores estratégias para aqueles que pretendem ser vendedores ambulantes: o processo de registro, como escolher a localização ideal, entre outros aspectos relacionados a essa profissão.

1. Pesquisa para escolher o melhor negócio

Antes de definir os produtos a serem comercializados, o futuro vendedor ambulante precisa realizar uma boa pesquisa, não apenas sobre a burocracia para conseguir alvará específico, mas também a respeito dos locais onde é possível trabalhar e o número de concorrentes próximos a esses pontos. O melhor caminho é destacar o produto no mercado, de preferência a partir de uma região com pouca concorrência.

2. Regularização do comércio ambulante

A primeira providência de quem pretende trabalhar como vendedor ambulante deve ser informar-se sobre o processo burocrático necessário para obter a licença de trabalho na prefeitura de sua cidade.

Além disso, devem ser pesquisados aspectos como: o valor das taxas, os lugares onde é permitido vender e os documentos necessários para conseguir a licença.

Ao regularizar sua situação, o vendedor ambulante evita problemas com a fiscalização, garante o acesso a pontos tradicionais de venda de ambulantes e pode emitir nota fiscal, uma vez que será oficialmente reconhecido como Micro Empreendedor Individual (MEI).

3. Gestão do comércio ambulante

A vida de vendedor ambulante também tem seu lado difícil, como, por exemplo, os períodos chuvosos que tornam impossível trabalhar na rua. Por isso, seu comércio deve ser tratado como qualquer grande loja, em que problemas e aspectos importantes de gestão precisam ser previstos. Entre os principais pontos a serem observados estão:

  • Se você escolher trabalhar com alimentos, lembre-se que são produtos perecíveis. É preciso contar com uma boa estrutura para manusear os alimentos. Os utensílios devem ser sempre limpos e estarem em bom estado. Garantir a higiene dos acessórios e de suas roupas é essencial para que seu negócio seja bem visto pelos seus clientes!

  • Precaver-se para períodos de baixa nas vendas, quando se trabalha com produtos sazonais, e verificar soluções criativas para os tempos chuvosos.

  • Realizar reservas financeiras.

  • Desenvolver seu conhecimento na área de administração para poder gerir seu negócio sozinho.

4. Atendimento impecável

Em todo negócio o bem mais valioso é o cliente, de modo que este deve ser atendido da melhor maneira possível. É a qualidade do atendimento que conquista a fidelidade dos clientes que voltarão e trarão mas consumidores junto a eles.

Pense como consumidor e reflita sobre a última vez que você foi mal atendido em algum comércio. Você voltou lá ou tem vontade de voltar? Os clientes de um vendedor ambulante pensam da mesma forma.

Por outro lado, quando somos bem atendidos, temos vontade de retornar ao local e, além disso, recomendamos às pessoas próximas.

O número de vendedores ambulantes vem crescendo cada vez mais no Brasil, como uma alternativa para driblar o desemprego, iniciar o negócio dos seu sonhos ou conseguir uma renda extra para o orçamento familiar.

Se você está pensando em entrar para esse ramo, pode confiar e seguir nossas dicas, porque elas certamente guiarão você no caminho certo.

Gostou deste artigo sobre comércio ambulante? Divida conosco sua experiência e sua opinião fazendo um comentário no post!

Sobre o autor

Guadaim

Guadaim

Desde 2006, a Guadaim incentiva quem quer ser dono do próprio negócio e ver sua empresa crescer. Nosso blog traz conteúdos para você seguir o melhor caminho e se tornar um empreendedor de sucesso!

Share This