Meu Negócio

Como começar o seu negócio de festas infantis? Saiba aqui!

negócio-de-festas-infantis

O segmento infantil atingiu um percentual de crescimento de 14% ao ano, o que representa um faturamento de cerca de R$ 50 bilhões, de acordo com o Sebrae e Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope).

Desenvolver produtos com foco na criançada se tornou uma oportunidade para quem deseja empreender. Se você quer saber mais sobre o negócio de festas infantis, continue a leitura deste post!

1. Pesquise sobre o negócio de festas infantis

A cada ano, os eventos voltados para as crianças ganham novas roupagens e isso abre um leque de possibilidades.

Se você quer começar nesse ramo com o pé direito, o jeito é reunir todas as informações possíveis para entender o funcionamento do mercado, forma de trabalho da concorrência, formalização, entre outros assuntos relevantes.

2. Considere os recursos para dar a partida

O negócio de festas infantis é muito amplo porque é possível atuar no ramo de recreação, decoração, locação de equipamentos, produção de temas (papelaria). Nesse caso, é importante que você entenda o funcionamento da área de sua preferência. Confira alguns exemplos: 

Locação de equipamentos

É importante que a empresa tenha brinquedos como pula-pula, aparelho de som, carrinho de pipoca, máquina de algodão doce, piscina de bolinhas, cama elástica, brinquedos infláveis (no geral).

locacao-de-brinquedos

Esses itens costumam fazer a alegria da criançada e podem ser alugados tanto para festas caseiras ou salões. Ou seja, quanto mais variedade e quantidade, maior é a possibilidade de lucro. 

Recreação 

Além dos salgadinhos, docinhos, as brincadeiras também fazem parte desse cenário lúdico. Afinal, festa de criança sem animação não tem graça, não é mesmo? 

Uma das propostas marcantes desse ramo é a caracterização, pois há sempre uma moça vestida de princesa ou alguém arrancando muitas gargalhadas como palhaço. 

Na recreação é muito importante desenvolver um repertório adequado e investir em fantasias, a fim de envolver o público infantil.

spiderman-festa

Fonte: JB Entertainment

Mesmo que você não faça locação de equipamentos, é interessante contar com o suporte de brinquedos infláveis, piscina de bolinhas para as crianças menores, videogame, cama elástica.

Decoração

Dentro do negócio de festas infantis, a decoração é uma das ramificações que mais se desenvolve, porque a ornamentação mexe com o imaginário e também é a sua vitrine para conquistar novos clientes.

Invista em utensílios de suporte (bolo, docinhos), tecidos, mesa de guloseimas, tela triangular para balões, puffs, balões infláveis, painéis, luzes, ou seja, elementos capazes de adequar ao tema, porque cada festa demanda um motivo específico.

decoracao-festa-infantil

Fonte: Ândres Oliveira

3. Tenha um planejamento financeiro

Normalmente, o investimento para montar uma pequena empresa estruturada é de R$ 40 mil. Mas, isso varia de uma proposta para outra. Pois, há empreendedores que começam as atividades em casa e investem o mínimo — menos de R$ 20 mil.

O negócio de festas infantis, ao que parece, ainda vai crescer significativamente, pois a profissionalização tem sido uma característica marcante dessa evolução. Contudo, ao cogitar a abertura de uma empresa, você precisa se planejar e pesquisar muito sobre o setor, essa é a melhor maneira de começar e tirar a ideia do papel.

Se você chegou até aqui com a decisão de abrir o próprio negócio, aproveite para baixar este guia completo de orientações. Até o próximo artigo!

Receba nossos conteúdos em primeira mão!

Sobre o autor

Guadaim

Guadaim

Desde 2006, a Guadaim incentiva quem quer ser dono do próprio negócio e ver sua empresa crescer. Nosso blog traz conteúdos para você seguir o melhor caminho e se tornar um empreendedor de sucesso!

Share This